Priscila

- A GRANDE PROPAGADORA DO EVANGELHO
Valdenira Nunes de Menezes Silva

"Saudai a Priscila e a Áquila, meus cooperadores em Cristo Jesus,
Os quais pela minha vida expuseram as suas cabeças; o que não só eu lhes agradeço, mas também todas as igrejas dos gentios" (Romanos 16:3-4).
Há alguns anos atrás, quando meu marido e eu tínhamos a igreja de Campina Grande se reunindo em nossa casa, o nosso pastor nos chamava de "Áquila e Priscila". Mas... quem eram estes dois personagens bíblicos que ainda não conhecíamos? Como ainda estávamos engatinhando no conhecimento da Bíblia, procuramos fazer esta descoberta que muito nos serviu para crescermos, espiritualmente, e aumentar o nosso desejo de servir a nosso Deus.

Lídia

- A PRIMEIRA CONVERTIDA DE PAULO NA EUROPA
Valdenira Nunes de Menezes Silva

"E uma certa mulher chamada Lídia... nos ouvia, e o Senhor lhe abriu o coração para que estivesse atenta ao que Paulo dizia" (Atos 16:14).

Muitas mulheres da Bíblia foram usadas pelo Senhor para que Seu plano se tornasse realidade. A Europa precisava ser evangelizada e a semente do evangelho foi lançada naquelas terras pelo apóstolo Paulo através de uma mulher forte porém de coração meigo. O seu nome era Lídia.
Foi, exatamente, em Filipos, um lugar improvável para a palavra de Deus ser semeada, que ela ouviu da boca do apóstolo as palavras do shema: "Ouve, Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor. Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças" (Deuteronômio 6:4).
Podemos imaginar Paulo usando estas palavras introdutórias do seu sermão para falar do Senhor Jesus àquele povo sedento que não tinha nem mesmo lugar para adorar a Deus (as mulheres se reuniam à beira de um rio para, ali, orarem ao Pai e Lídia orava com elas).
Lídia, comerciante de grande destaque que viera da Ásia Menor, vendia, em Filipos, tecidos finos tingidos de um tom de púrpura que variava de vermelho escarlate a um púrpura escuro.
Ela não era judia mas tinha o coração aberto para conhecer este Deus que tanto fizera e fazia pelo povo judeu. Ela sabia dos milagres e do perdão contínuo a este povo que Ele chamava de Seu povo.

Lóide

- MÃE E AVÓ QUE LEGOU AMOR E RESPEITO ÀS COISAS DE DEUS
Valdenira Nunes de Menezes Silva

"Trazendo à memória a fé não fingida que em ti há, a qual habitou primeiro em tua avó Lóide, e em tua mãe Eunice..." (2 Timóteo 1:5).

Ser uma filha de Deus é, sem sombra de dúvidas, um grande privilégio. Mas, além deste privilégio, existem outros que são verdadeiras jóias na nossa vida. Dentre tantos, podemos destacar dois...
1- Privilégio de ser mãe,
2- Privilégio de ser avó.

1- Privilégio de ser mãe

Lóide foi uma mulher que recebeu das mãos do Senhor uma preciosidade rara, nos dias de hoje... Eunice, sua filha.
Como uma mulher que amava o Senhor, ela legou à sua filha verdades espirituais que foram transmitidas às próximas gerações.
Para ela, filhos eram presentes que Deus lhe estava concedendo. Eles eram bênçãos do Senhor.
Falar das verdades bíblicas (N.T.) era para ela um prazer. Na verdade, ela estava preparando o coração de Eunice para ouvir as pregações do apóstolo Paulo que falaria de Cristo e das boas novas do evangelho.
Lóide soube transmitir a ela o seu amor, a sua fé e os seus valores. Ela tinha tempo para Eunice.